14/09/2012

Agência do Bradesco de Buritirana é estourada

Mais uma agência do Banco Brasileiro de Descontos (BRADESCO), desta feita da cidade de Buritirana, distante 66 km de Imperatriz, foi alvo de ação criminosa, fato que aconteceu durante a madrugada dessa quinta-feira (13).Segundo informações de policiais militares do Destacamento da PM em Buritirana, os acusados do crime são dois homens que teriam chegado na cidade em uma motocicleta Honda Brós de cor vermelha. Entretanto, existe a suspeita de que outras pessoas tenham dado apoio logístico aos dois bandidos.
Mais uma vez, os bandidos usaram dinamite para estourar o único caixa de autoatendimento que existia na pequena agência do Bradesco de Buritirana. Como sempre acontece nesses casos, a violência é muito grande. A agência, o caixa eletrônico e tudo que se encontrava no interior da agência foram destruídos. O teto veio abaixo e não restou nada inteiro.
A gerente do Bradesco de Buritirana, que pediu para não ser identificada, esteve no local e disse a O PROGRESSO que o valor roubado ainda não foi levantado. Segundo ela, pode haver até a possibilidade de os bandidos não terem roubado nada, porque o caixa eletrônico não havia sido abastecido.
Os bandidos tiveram muita ousadia, pois antes de dinamitarem a agência, furaram um dos pneus da viatura da Polícia Militar que se encontrava estacionada em frente à sede do Destacamento da PM de Buritirana, que se localiza em uma casa de instalações precárias e sem a menor segurança, a poucos metros da agência do Bradesco, que fica na Praça da Juventude.
A sede do Destacamento da PM de Buritirana, que tem dois policiais por plantão, fica localizada na avenida principal que corta a cidade, que é a mesma MA-122. A perícia da Polícia Civil esteve no local e realizou os primeiros procedimentos.
Há cerca de 30 dias, a agência do Bradesco de Senador La Rocque também foi dinamitada. A Polícia Militar chegou a prender dois homens acusados de envolvimento na ação criminosa. Os dois foram presos e com eles foi encontrada uma banana de dinamite. Mas, por já ter passado o flagrante delito, Ricardo Rodrigues Parrião e William Johnson Oliveira Brito foram colocados em liberdade, uma vez que o pedido de prisão preventiva em desfavor dos dois foi negado pelo juiz Marcelo Testa Baldochi, que era o titular da Comarca única de Senador La Rocque.

Nenhum comentário: